Acerca de mim

A minha foto
Sou apenas um pontozinho no Universo. Não existo fora de mim ou deste espaço, alguém me criou e aqui nasci. Mas nascer é o quê, começar a existir ou a viver? Cada dia encontro uma resposta, em cada dia uma resposta diferente. Por isso nada sei do que eu sou.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Areia


Passeei na praia dos sentidos
molhei os pés no sofrimento
de te saber alheio aos meus suspiros
tão distante de mim e do meu tempo.

Eras príncipe e eu era plebeia
teu reino era pra mim uma quimera
e o amor simples saco de areia
desta praia onde passeia quem eu era.

Lu

4 comentários:

Mário Margaride disse...

Nunca devemos perder a esperança minha amiga. Quem sabe um dia...encontrarás o teu príncipe...

Beijinhos e feliz fim de semana!

Mário

Felipa disse...

Que o sofrimento e a mágoa se dissolvam na areia dessa praia, deixando espaço para a felicidade.

Felipa disse...

Tem um selinho para si no meu blog Cristo Sempre.
Bj

Miguel Afonso disse...

Poema de amor sofrido, dolorida alma.